Sem licitação, Dailton contrata fundação que ele trabalhava dirigida por colega de partido

O prefeito Dailton Filho (PSB) vai pagar R$ 138 mil para Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem), dirigida pelo vice-presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Rodrigo Hita.

O contrato por dispensa de licitação saiu no Diário Oficial do Município na quarta-feira (22).
De acordo com o documento, a Flem prestará “serviços especializados de planejamento, organização e realização de concurso público e elaboração de curso para o município”.

O que chama a atenção no contrato, é que Dailton trabalhava no local antes de assumir o cargo de prefeito.

O presidente da Flen e vice-presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Rodrigo Hita, elogiou o desempenho político do então colega de partido, antes da disputa municipal.

“Madre de Deus é a prioridade do PSB na Região Metropolitana”, disse na época Hita.
A denúncia foi compartilhada numa rede social pelo vereador Marden Lessa (PSB) que definiu como “gravíssima”.
O parlamentar disse que ele e o alcaide são do mesmo partido e destaca como um “absurdo”, e que, se for legal é no mínimo é imoral.

Ele disse que vai encaminhar a denúncia ao Ministério Público da Bahia (MPBA).
“O objeto do contrato é a realização de concurso público, agora fico a me perguntar vai acontecer concurso público em Madre?”, questiona na web.

Ele declara ainda na publicação que o prefeito vai fazer concurso depois de ter extinguido os cargos efetivos do município através de uma Projeto de Lei enviado a Câmara de Vereadores.

Antes de terminar o texto, Marden questiona se haverá lisura concurso público organizado pelo partido do prefeito Dailton.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2416 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*