PM envolvido em ação que matou artista plástico em Candeias é demitido da corporação e outros dois são presos

A corregedoria da Polícia Militar, com autorização do Comandante Geral, Paulo Coutinho, decidiu demitir o soldado da PM acusado de matar Arnaldo Filho, artista plástico, durante uma incursão realizada pela 10ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), em Candeias.

O caso aconteceu em 2018 e gerou muita comoção e revolta aos moradores da cidade. Os policiais chegaram a apresentar uma versão aonde diziam que Arnaldo teria atirado contra eles pela janela da residência, porém, após investigações realizadas foi comprovado que não houve nenhum disparo realizado contra os integrantes da guarnição.


Arnaldo era artista plástico e também dava aula em um Ateliê que tinha montado na própria casa. Os outros dois policiais da guarnição vão ficar presos 30 dias no Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2507 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*