Marden chama secretário de “Papa-Tudo”, acusa de saquear a cidade e diz que estrutura de festa do Suape custou meio milhão


O vereador Marden Lessa (PSB) chamou sem citar nomes um dos secretários de Madre de Deus “Papa-Tudo” e o outro de “Papa 2 Terços”.

Durante pronunciamento na Câmara Municipal na terça-feira (29), ele voltou a denunciar funcionários de alto escalão que estão “saqueando a cidade. A declaração deu entender que ele falava dos secretários de segurança cidadã e serviços públicos, Sandro Matos e José Maria, respectivamente.

Segundo ele, os vereadores da base têm conhecimento, mas não dizem nada.
Marden disse que todos sabem que são os secretários e não têm coragem de falar, nem de questionar o prefeito Dailton Filho (PSB).

“Tem vereador que criticou a gestão passada durante 9 anos e hoje vocês fazem pior”, disse.
O parlamentar afirmou ainda que uma banda que nem ouvimos falar custou R$ 90 mil por uma hora e meia de show no bairro do Suape.


“Vocês sabem quanto custou aquela estrutura do Suape senhores e senhores? R$ 500 mil! ‘Papa-Tudo’ está levando tudo”, disse Lessa.


De acordo com Marden, reclamaram tanto de outras gestões e repetiu que estão deixando “saquear a nossa cidade”.


“Um é católico de mais, quando vai aos encontros pra pegar os DEA e restos a pagar, todas as vezes ele leva dois terços no bolso e o outro é o Papa-tudo não deixa nem o contrato do cafezinho, leva tudo”, disse.

Marden destaca ainda que o secretário está comprando casa, fazenda, cabeça e cavalos que custam milhões, enquanto o povo de Madre de Deus amassa o barro para o Faraó.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2507 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*