Moradores denunciam emissão de gases poluentes vindo de Refinaria e Transpetro em Madre de Deus

( Foto: Jpierry/ Reprodução Facebook)

Moradores de Madre de Deus na região metropolitana de Salvador reclamaram de um cheiro forte de produto químico que se espalhou pela região, nas últimas semanas. O problema, que acontece há alguns dias, foi relatado por internautas nesta segunda-feira (21).

Segundo eles, o mal-estar sentido há anos ficou ainda mais forte desde sábado (19). Além disso, a população também reclama com frequência que a RLAM costuma lançar gases tóxicos no ar durante a noite.

Segundo os moradores, o gás é emitido em diferentes horários, obrigando as famílias a saírem de suas casas e procurarem locais afastados, pois a substância provoca fortes dores de cabeça, náuseas, tontura, problemas respiratórios e de pele.

Ainda de acordo com os moradores, as crianças tem sido as mais atingidas. A moradora Ana Lucia da Conceição relatou que seu filho João, de 12 anos, que tem necessidades especiais sofre com problemas de pele. “Meu filho está há meses com irritação na pele. Não sei mais o que fazer. Quase todo dia tem esse vazamento e o cheiro é muito forte. Ninguém sabe explicar nada e a gente fica aqui sofrendo com todo tipo de doença,” reclama.

Essa não é a primeira vez que moradores usam as redes sociais para relatar a situação de risco em que vivem. Diversos relatos se espalharam através das redes sociais de ânsia de vomito e dor de cabeça causada pelo mau cheiro.

Apesar disso, a companhia sempre que é acionada ressalta que ‘a operação na refinaria atende a todas as normas de segurança previstas em legislação’.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2507 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*