Funcionários terceirizados da barreira sanitária fazem manifestação para cobrar salários atrasados em Madre de Deus

Funcionários terceirizados da barreira sanitária fizeram uma nova manifestação bloqueando um trecho da BA-523 que dá acesso à Madre de Deus na manhã desta sexta-feira (11).

O grupo antecipou na noite de quinta (10) que iria bloquear a entrada da cidade por volta das 6h da manhã desta sexta. Eles reivindicam os salários atrasados e cobram um posicionamento da empresa junto a prefeitura. Por volta das 8h, o engarrafamento estava próximo ao Hospital Municipal.
Um vídeo que foi compartilhado nas redes sociais mostrou o prefeito Jailton Polícia (PTB) usando palavrões e ameaçando não pagar os salários atrasados dos funcionários que protestavam na manhã de terça-feira (8).

Não adiantava vir pra aqui parar, porque se eu disser assim oh: eu não vou pagar! Não vai receber. Eu não trabalho com pressão de ninguém Leo”, disse o prefeito.

Ele completa afirmando que os funcionários podem parar: “Já me fodi mesmo, vou dizer o que a vocês aqui agora?”.

O prefeito acrescentou que ele e os funcionários nomeados não receberam os salários por falta de dinheiro na administração municipal.

A porra da prefeitura tá quebrada irmão. Agora em que momento eu disse aqui, que eu não vou pagar a empresa para não pagar a vocês?

As imagens foram interrompidas após Jailton esbravejar e questionar o motivo do registro das imagens.

Porque tá gravando essa porra, essa desgraça? Eu não tô aqui rapaz?

Após o prefeito perceber que estava sendo filmado e disparar dois palavrões, o ângulo da
câmera mudou, mas Jailton continuou com um tom ainda mais duro.

“Tá gravando essa desgraça pra quê?” Depois disso, a filmagem parou e o vídeo com as declarações do prefeito se espalhou rapidamente na cidade.

Relembre aqui: Prefeito Jailton usa palavrões e ameaça não pagar salários atrasados de funcionários terceirizados: “Já me fodi mesmo”

 

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*