Prefeito Jailton usa palavrões e ameaça não pagar salários atrasados de funcionários terceirizados: “Já me fodi mesmo”

Um vídeo que está sendo compartilhado nas redes sociais mostra o prefeito Jailton Polícia (PTB) usando palavrões e ameaçando não pagar os salários atrasados de funcionários terceirizados que protestavam num trecho da BA-523, em Madre de Deus, na manhã de terça-feira (8).

Além do pagamento, os manifestantes também reivindicavam os direitos trabalhistas. De acordo com um dos prestadores de serviço, o prefeito teria chegado no local irritado com o protesto.

Na imagem, é possível ver um trabalhador reclamando das empresas que prestam serviço ao município na barreira sanitária.

Ele reclamou que as duas empresas atrasaram o pagamento diversas vezes. Os funcionários terceirizados bloquearam a via de acesso ao município.

O prefeito Jailton ameaça que a prerrogativa de pagar a empresa é dele.

“Não adiantava vir pra aqui parar, porque se eu disser assim oh: eu não vou pagar! Não vai receber. Eu não trabalho com pressão de ninguém Leo”, disse o prefeito.

Ele completa afirmando que os funcionários podem parar ao fazer o sinal com as mãos de que não há mais importância.
Já me fodi mesmo, vou dizer o que a vocês aqui agora?”. A declaração deu a entender que refere-se a derrota eleitoral.

Jailton fala outro palavrão e segue reclamando do protesto: “Agora, já ficou 15 dias atrasado e eu fui lá e mandei pagar. “Por causa de 2 dias atrasado essa porra tem que parar tudo agora é?

O prefeito acrescenta que ele e os funcionários nomeados não receberam os salários por falta de dinheiro na administração municipal.

A porra da prefeitura tá quebrada irmão. Agora em que momento eu disse aqui, que eu não vou pagar a empresa para não pagar a vocês?

O funcionário respondeu que o prefeito só estava falando com eles naquela ocasião e que não havia se pronunciado antes.

Segundo Jailton, não houve uma conversa antes para evitar o confronto com os trabalhadores.

Ele continua reclamando do comportamento de servidores da prefeitura e da empresa que presta serviço ao município.

As imagens foram interrompidas após Jailton esbravejar e questionar o motivo do registro das imagens.

Porque tá gravando essa porra, essa desgraça? Eu não tô aqui rapaz?

Após o prefeito perceber que estava sendo filmado e disparar dois palavrões, o ângulo da câmera mudou, mas Jailton continuou com um tom ainda mais duro.

Tá gravando essa desgraça pra quê?” Depois disso, a imagem foi interrompida e o vídeo com as declarações do prefeito se espalhou rapidamente na cidade.

O Partido Solidariedade em nota repudiou o comportamento do chefe do Executivo.
Nos bastidores, as declarações de Jailton foram alvo de críticas de agentes políticos e lideranças que apoiaram a candidatura dele.

Diversos grupos de aplicativos de mensagens compartilharam o posicionamento do alcaide, rendendo críticas em áudio e textos de desaprovação.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*