Harmonia,Unha Pintada e Tanakara do Samba levam multidão para Arena Madre Music

Ontem (24) todos os caminhos levaram a Madre de Deus. Pois foram esgotados os 29.000 ingressos disponibilizados para a quinta rodada de shows do Madre Music, o maior festival de verão do interior da Bahia. Por volta de 22h30, Xanddy e seu Harmonia do Samba decretaram o começo da festa. E após a “Melhor Sexta-Feira do Mundo”, o clima foi de sofrência com o fenômeno Unha Pintada.

E a noite foi encerrada na Arena Madre Music com uma apresentação da banda Tá na Kara do Samba (TKS). Iniciada no último dia 10, a maratona musical segue até o dia 1º de fevereiro. O evento é realizado pela Prefeitura de Madre de Deus e tem o apoio do Governo do Estado da Bahia, através da Bahiatursa.

E hoje (25) é dia de curtir o Projeto Pôr do Som, no Alto da Igreja da Matriz, com as apresentações de Jau e Inês Santos. A festa tem início às 17h30.

“Já é uma tradição. Os shows do Harmonia do Samba sempre lotam a Arena Madre Music. E ontem não foi diferente. E buscamos uma programação eclética, com o Unha Pintada. Também é uma marca do Festival Madre Music valorizar as bandas locais. E esta é uma grande oportunidade para bandas como a TKS divulgarem seu trabalho para a Bahia e para o país”, comemorou o prefeito Jeferson Andrade.

Os shows atraem uma multidão de diversas cidades da Bahia. Em entrevista antes do início dos shows, a “caloura” Francis Rocha, 36 anos, era só empolgação. “Esta é a primeira vez que venho assistir o festival. Estou me divertindo e vou curtir tudo. Eventos desta importância são muito importantes para atrair turistas para a nossa região”, afirmou a técnica de Segurança do Trabalho e moradora da cidade de São Sebastião do Passé (Ba).

Outra vertente do Festival Madre Music é a geração de renda. Uma das várias vendedoras ambulantes presentes, Emília Dias Matos, do alto da sabedoria dos seus 72 anos, merece pela sua emplogação um “merchandising”. Proprietária do “Churrasquinho da Tia”, ela tem estado presente desde o peimeiro dia de shows em frente ao Estádio Municipal (Arena Madre Music). “As vendas têm sido ótimas. É uma ótima ajuda para o aluguel. E é necessário ressaltar a sensação de segurança que temos neste evento”, afirmou.

Presente à festa, o vereador Anselmo Duarte avaliou que “a geração de emprego e renda que advém do Festival Madre Music é muito relevante para a cidade. E o evento é indescritível. Parece que uma ‘febre’ se apodera da gente. E é relevante destacar que temos aqui dezenas de milhares de pessoas num clima de paz, sem violência”.

Serviço

Data- 25 de janeiro
Horário- 17h30
Local- Área externa da Igreja da Matriz
Atrações- Pôr do Som com Jau e Inês Santos
———————————————————————————–
Data- 1º de fevereiro
Horário- 17h30
Local- Ilha de Maria Guarda
Atração- Pôr do Som Especial com Mambolada e na Trilha do Som
——————————————————————————————-

Como chegar

Madre de Deus está localizada a 64,9 Km. de Salvador, via BR-324 e BA-526

O município

Madre de Deus é uma cidade-ilha. Uma ponte separa a cidade do continente. E a Ilha de Maria Guarda também está localizada no município. Com apenas 32,201 Km2 e uma população estimada de 21.093 pessoas (IBGE), Madre de Deus também é conhecida pela sua culinária, com destaque para o peguari, e por suas praias. Uma delas, inclusive, a Praia do Bonfim, dispõe de um Complexo de Barracas de Praias.

Também está localizado na cidade o Terminal Aquaviário de Madre de Deus. O Terminal de Madre de Deus destina-se ao recebimento de petróleo e ao embarque de derivados de petróleo processados pela Refinaria Landulfo Alves e tem a denominação oficial de “Terminal Marítimo Almirante Alves Câmara”.

Informações: Ascom/Prefeitura.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*