Daniel Alves é condenado a 4 anos e meio de prisão; acusação pedia 12 anos

A Justiça Espanhola julgou Daniel Alves culpado no caso de estupro envolvendo uma mulher de 24 anos em Barcelona.

O jogador foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão. O Ministério Público Espanhol havia pedido nove anos de pena para o brasileiro; a acusação particular pedia 12 anos.

A decisão foi divulgada nesta quinta-feira (22/2) pelo Superior Tribunal de Justiça da Catalunha, 15 dias após o fim do julgamento do caso, que aconteceu entre os dias 5 e 7 de fevereiro, em Barcelona.

Segundo publicação do Uol, A decisão judicial levou em conta o pagamento da multa de R$ 900 mil (150 mil euros) como atenuante de pena.

Além da prisão em regime fechado, conforme a publicação, a decisão assume que Daniel Alves pode ter liberdade condicional por cinco anos, aplicada uma vez que cumprida a pena de prisão.

Ainda de acordo com o Uol, o brasileiro também está proibido de se aproximar da casa ou do local de trabalho da vítima — ele deve manter uma distância de ao menos 1 quilômetro e não se comunicar com ela, por qualquer meio, por nove anos e seis meses.

Ele foi condenado, ainda, à pena de inabilitação especial por exercício de emprego, cargo público, profissão ou comércio relacionado com menores por cinco anos após cumprimento de pena.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2468 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*