Petrobras confirma venda da Landulpho Alves (Rlam) e mais 7 refinarias

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (26) que irá vender mais ativos – a lista tem oito das suas 13 refinarias, incluindo a Randulpho Alves, que fica na Bahia, e uma rede de postos no Uruguai. O conselho da companhia decidiu ainda diminuir a fatia estatal na BR Distribuidora, que atualmente é de 71%.
“Os projetos de desinvestimento das refinarias, além do reposicionamento do portfólio da companhia em ativos de maior rentabilidade, possibilitarão também dar maior competitividade e transparência ao segmento de refino no Brasil”, diz comunicado da Petrobras.

A expectativa é de arrecadar cerca de 15 bilhões de dólares com a venda de refinarias, segundo informou o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, ao blog de João Borges, do G1. “Nós estamos destruindo valor com o refino”, afirmou Castello Branco, dizendo que as refinarias não dão lucro à empresa. O processo de venda deve durar um ano e meio, na estimativa da Petrobras.

As refinarias incluídas na lista são:
• Refinaria Abreu e Lima;
• Unidade de Industrialização do Xisto;
• Refinaria Landulpho Alves (RLAM);
• Refinaria Gabriel Passos (REGAP);
• Refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR);
• Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP);
• Refinaria Isaac Sabbá (REMAN);
• Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (LUBNOR).
A empresa já aprovou recentemente uma revisão do plano de negócios – a redução na BR Distribuidora pode deixar a Petrobras com até 40% do controle, segundo fontes da agência Reuters. Em março, a companhia informou que pretende reduzir seus custos operacionais em US$ 81, bilhões. Nesta última semana, abriu um programa de demissão voluntária.

Do: Correio

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*