Pancadaria interrompe eleição para presidência da Câmara de Macapá

Um bate-boca seguido por uma pancadaria entre políticos e funcionários suspendeu a eleição para presidente da Câmara de Vereadores de Macapá (AP) nesta quinta-feira (4). O tumulto, que envolveu diversas pessoas, começou com os parlamentares Caetano Bentes (PSC) e Yuri Pelaes (MDB).

Nas imagens, os vereadores aparecem trocando socos e agressões físicas. As divergências iniciaram após o vereador Pastor Didio (PRP) solicitar a suspensão da sessão, mas sem informar os motivos. Yuri Pelaes (MDB) pediu a Caetano Bentes (PSC) para ler o documento, mas ele se negou e começaram a discutir até entrarem em confronto. A confusão acabou após a Polícia Militar intervir junto com a Guarda Municipal.

A sessão ficou interrompida por uma hora e, na sequência, os vereadores voltaram para a mesa. Doze dos 23 parlamentares votaram em Marcelo Dias (PSDB) para presidente e Adrianna Ramos (PR) como vice.

A sessão desta quinta-feira foi a segunda para eleger o presidente da Câmara dos Vereadores de Macapá, pois a primeira, realizada em 25 de janeiro, foi anulada pela Justiça.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*