CRIME BRUTAL: Cabo da PM é fuzilado à queima roupa por bandidos no bairro de Santa Cruz

Em nota, a PM lamentou a morte do policial e informou que o cabo PM Gonzaga era lotado na 4ª Cia de Saúde, do Batalhão de Polícia de Guarda da Polícia Militar (BG).

O cabo Gonzaga reagiu, mas foi atingido e não resistiu aos ferimentos.

Um policial militar foi executado na madrugada deste sábado (9), no bairro da Santa Cruz, em Salvador. O cabo Gustavo Gonzaga da Silva, de 44 anos, estava em um bar quando foi cercado por criminosos da região que efetuaram cerca de 20 (vinte) disparos de arma de fogo. Segundo a polícia, o cabo Gonzaga reagiu, mas foi atingido e não resistiu aos ferimentos. O agente foi surpreendido por três homens armados, que fugiram logo depois de executa a vitima. De acordo moradores da região, os criminosos chegaram a gravar o momento em que cometeram o crime contra o PM. Gustavo é morador do bairro e foi morto próximo à sua residência.

Em nota, a PM lamentou a morte do policial e informou que o cabo PM Gonzaga era lotado na Cia de Saúde, do Batalhão de Polícia de Guarda da Polícia Militar (BG) e integrava o quadro funcional da PM há mais de 22 anos. Ainda não foram definidos pela família, o horário e o local de sepultamento. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Equipes 40ª CIPM foram acionados ─ Buscas estão sendo feitas pela região, visando capturar os envolvidos no crime. Um suspeito morreu após entrar em confronto com a Polícia Militar, no final da manhã deste sábado (9), no bairro do Nordeste de Amaralina. Ele é um dos suspeitos de matar o cabo Gonzaga, nesta madrugada. O homem foi identificado apenas pelo apelido de Budigo. A polícia informou que ele foi encontrado na Rua dos Posseiros, com revólver, munições e drogas, durante uma ronda dos policiais.

“Siga o Madre sem Média, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Fale conosco.

Publicidade

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*