Polícia Federal deflagra operação contra grupo que desviava insumos agrícolas em Candeias

A Polícia Federal, com apoio do Ministério Público Estadual e a Polícia Civil da Bahia, deflagrou nesta quarta-feira (16/08), a operação ‘Aratu’, sob o objetivo de desarticular uma associação criminosa especializada na subtração de insumos agrícolas, atuante na cidade de Candeias (BA).

Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e quatro mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de mais de R$ 11 mil nas contas bancárias dos investigados, em cumprimento à decisão expedida pelo juízo da Vara Criminal de Candeias.

A investigação teve início após a comunicação do furto de 5,5 toneladas de fertilizantes KCL, ocorrido no dia 29 de junho de 2023, no interior do Porto de Aratu. Com o aprofundamento da investigação, foram colhidos elementos que revelaram a participação dos investigados num grupo criminoso e evidenciaram parte de sua estrutura.

Segundo foi apurado, um dos envolvidos já foi preso pela Polícia Federal, no ano de 2015, e vinha praticando crimes contra o patrimônio há alguns anos.

A deflagração da operação ainda contou com o apoio do Grupo de Pronta Intervenção da Polícia Federal (GPI), do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estadual (Gaeco) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil.

A investigação continuará para apuração de eventuais outros envolvidos. Se condenados pelos crimes cometidos, os investigados se sujeitarão a penas máximas que, somadas, podem ultrapassar 11 anos de reclusão.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2507 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*