Novo suspeito de envolvimento na morte de ganhador da Mega-Sena é preso

Uma mulher de 24 anos foi presa neste domingo (18), suspeita de envolvimento no homicídio de Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos, ganhador de R$ 47,1 milhões na Mega-Sena em 2020.

A suspeita foi identificada como Rebeca e já é a segunda detida por relação ao crime, que ocorreu em Hortolândia. Segundo a Guarda Municipal de Santa Bárbara d’Oeste-SP, ela foi encaminhada para a Deic de Piracicaba (SP), delegacia que concentra as investigações do delito.

No sábado (17), foi preso Rogério Spínola, de 48 anos. Conforme a Polícia Civil, outros dois homens suspeitos continuam foragidos.

Juliana Ricci, delegada que investiga o caso, afirmou que Jonas Lucas foi vítima de “extrema violência”. Durante o período em que ficou sob poder dos criminosos, cerca de R$ 20 mil foram retirados de suas contas e ainda houve uma tentativa frustrada de transferir mais R$ 3 milhões.

Jonas foi capturado após sair para caminhar na terça (13), sendo deixado às margens do km 104 da Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), em Hortolândia (SP), próximo da alça de acesso da SP-101.

Ele foi socorrido e apresentava sinais de espancamento. Chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a investigação, tudo indica que o grupo tinha conhecimento da situação financeira de Jonas Lucas, mas ele não os conhecia.

Em coletiva de imprensa na tarde de sábado, a delegada Juliana informou que a vítima foi rendida em um local próximo à sua casa, por volta das 6h30 do dia 12 de setembro, e levada em uma caminhonete modelo S-10 prata que era dirigida por um rapaz de 22 anos, com passagens pela polícia por estelionato, receptação e que deixou o sistema prisional em setembro de 2021.

Outro veículo utilizado na ação é um Fiesta preto que era dirigido por um homem de 38 anos, sem antecedentes criminais.

Em seguida, a vítima foi levada até uma agência bancária localizada em Campinas (SP) onde, com o cartão de banca da vítima e senha, os criminosos habilitaram um aplicativo de telefone, por meio do qual conseguiram realizar dois saques no valor de R$ 1 mil e uma transferência no valor de R$ 18,6 mil para a conta de um terceiro investigado, que tem 24 anos.

Durante as investigações, a polícia conseguiu imagens do momento que a vítima é abordada e da agência bancária onde um dos criminosos entra para realizar saque com cartão da vítima.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2416 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*