Trabalhadores da rede municipal de ensino de Madre de Deus realizam protesto na frente da prefeitura

Trabalhadores da rede municipal de ensino de Madre de Deus realizaram um protesto na frente da Prefeitura na terça-feira (5) para cobrar direitos da categoria.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado da Bahia (APLB), as reivindicações foram feitas ao prefeito Dailton Filho que pediu um mês para verificar a folha da prefeitura.

Entre as reivindicações estão reajuste inflacionário, 30% de reajuste salarial de professores que trabalham por 40 horas de educação exclusiva e 30% pelo acréscimo de um dia há mais na carga horária. Além disso, a categoria cobra o reajuste salarial referente aos cursos de qualificação que prevê até 50% de aumento no salário base.

Os servidores definiram paralisações na próxima segunda (11), terça (12) e quarta (13) caso o prefeito Dailton não se posicione.

Em um dos muitos vídeos compartilhados nas redes sociais, um dos manifestantes reclama na frente da prefeitura que o gestor teve 7 meses para fazer o repasse de 3,24% para trabalhadores da educação, mas não fez.

“Prefeito o que o senhor anda fazendo? Vamos trabalhar, nós estamos trabalhando, nós estamos fazendo a nossa parte”, disse o professor que se queixa dos gastos feitos para vir para cidade.

“Enquanto o senhor (prefeito) anda de carro blindado com combustível pago”, dispara um professor. Em outro vídeo, o Coordenador Geral do núcleo municipal da APLB, professor Adailton Xavier afirma que os servidores estão reivindicando os próprios direitos porque prestaram concurso público.

Ele destaca que não é possível que a data base dos trabalhadores da educação seja em janeiro e até o momento nenhuma palavra por parte da administração.

Publicidade

Sobre madresemmedia 1972 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*