Por falta de pagamento, terceirizados que prestam serviço de manutenção nas escolas paralisam atividades

Trabalhadores terceirizados que prestam serviço de manutenção nas escolas de Madre de Deus paralisaram as atividades nesta quarta-feira (23) por falta de pagamento.

A prefeitura contratou a empresa para realizar serviços nas escolas que ainda não retornaram as aulas presenciais.

De acordo com um dos diretores do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil de Candeias (Sitican), Claudio Guedes, a empresa não pagou a alimentação dos trabalhadores, nem o adiantamento salarial determinado por quinzena pela convenção coletiva.

“Por conta disso, o pessoal está sem executar as atividades até que a empresa pague”, disse.
Segundo ele, foi dado mais um prazo hoje e a orientação é que assim que os pagamentos sejam realizados os terceirizados voltam a trabalhar.

“A empresa já está ciente, o diretor já informou a empresa. Acredito que o município também já está ciente do que está acontecendo, aí cabe fazer a cobrança para que os direitos dos trabalhadores sejam respeitados”, disse.

O Ministério Público da Bahia recomendou que o município adote medias para retornar as aulas 100% presenciais.

Leia também: Ministério Público recomenda a prefeitura o retorno de 100% das aulas presenciais em Madre de Deus

Publicidade

Sobre madresemmedia 1945 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*