Pai tortura e mata filho de três meses após se irritar com choro

Alexandre Montanholi, de 23 anos, foi preso acusado de matar seu filho, de apenas três meses, em Andradas, no sul de Minas Gerais. O bebê teve quatro costelas quebradas e sofreu traumatismo craniano. O crime aconteceu na última terça-feira (26).

De acordo com a Polícia Civil, a mãe, Ana Carolina Lourenço Cândido, de 19 anos, apontou o pai como responsável. Ela afirmou em depoimento que homem teria se estressado com o choro da criança e batido nela por quase duas horas. O casal foi preso em flagrante.

Segundo o boletim de ocorrência, o Samu foi chamado pela mãe por volta de 1h30. A criança foi levada para a Santa Casa da cidade, mas não resistiu e morreu.

Em entrevista coletiva, a delegada Michele Rocha afirmou que Ana Carolina explicou que o bebê chorava muito porque sofria com dores abdominais.

Antes da prisão, o pai fez uma postagem nas redes sociais lamentando a morte do filho: ”Gente, estou aqui para anunciar uma perda inestimável. Eu e minha esposa estamos muito tristes hoje (quarta-feira). Com apenas 3 meses de vida perdi meu filho que faleceu esta manhã em Andradas com uma parada cardíaca”, escreveu Alexandre em sua conta no Facebook.

Investigação
O inquérito apontou a causa da morte como sendo politraumatismo em decorrência das agressões. O casal está detido no presídio de Andradas. O resultado de um exame deve determinar se a criança já havia sido agredida anteriormente.

Do:RedeTv.

Leia também :  Moradores do Bairro da Quitéria criticam secretário Jibson por usar borra de asfalto em área particular

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*