Moradores reclamam que em dois meses preço do feijão aumentou mais de 100% em Madre de Deus

Colocar feijão na mesa todos os dias está virando um desafio e os consumidores estão buscando alternativas para não deixar de levar o produto para casa. Em Madre de Deus, na região metropolitana de Salvador, moradores e turistas estão reclamando dos reajustes nos últimos meses que já chegou a 100%.

O consumidor já vinha sentindo o aumento dos preços no supermercado, mas quando mexeu no xodó da mesa, não teve jeito. Está todo mundo se apertando para não deixar de levar o feijão para casa.
“A sensação que fica é apenas uma: estamos todos ricos, ou loucos, só não sabemos ainda. Tem que comprar, né? Não tem jeito”, disse um consumidor que conversou com a reportagem ao sair do mercado.

Em um estabelecimento, a marca que chegou a custa R$ 3,69 agora está R$ 7,19. Tem até feijão de quase R$ 9 o quilo. O preço assusta os consumidores. “Agora que estou vendo. Eu ia comprar, não vou comprar mais, neste preço não dá para comprar. Está caro demais”, explicou o Maria Antônia, de 35 anos.

O que está sendo repassado ao consumidor final é a soma de vários fatores que deixaram a situação “caótica”. Segundo o Ibrafe (Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses), muitos agricultores estão preferindo plantar soja na safra de verão, devido ao retorno maior, e fazer na segunda safra o plantio do feijão.

Por conta dos preços altos moradores disseram que começaram a comprar em outras cidades em busca de preços mais acessíveis.

Feijão R$: 8,99

Economia

Leia também : “Essa necessidade do povo de economizar atrapalha o comércio”, diz presidente da ACIM sobre preços altos no município em rádio

Leia : Após polêmica na praia, moradores e turistas reclamam de preços altos em Madre de Deus

+ Clientes reclamam de preço da gasolina em Madre de Deus

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*