Ex-presidente da Câmara é acusado de improbidade administrativa

O vereador Marcelino (PT), ex-presidente da Câmara Municipal de Camaçari, foi acionado pelo promotor de Justiça Everardo Yunes por ato de improbidade administrativa. A informação foi divulgada pelo Ministério Público do Estado (MP-BA) nesta terça-feira (15).

Ele foi acionado por contratar em 2015 e 2016, sem licitação, serviços de assessoria e consultoria técnica para assuntos contábeis, fiscais e jurídicos da Câmara. Foram três contratos que somaram R$ 528,8 mil.

As empresas contratadas também foram acionadas: Soledade, Menezes e Carvalho Advocacia e Consultoria; Afinco Contabilidade e Auditoria Ltda. e ESN Controle, Consultoria e Assessoria Ltda.

As contratações das empresas são ilegais, segundo a denúncia, porque foram feitas por meio de declarações de inexigibilidade de licitação, sem atender aos requisitos da lei de licitações quanto à natureza singular dos serviços contratados.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*