Dailton planeja gastar R$ 300 milhões no próximo ano em Madre de Deus

A prefeitura de Madre de Deus protocolou no dia 24 de outubro, na Câmara Municipal, a Lei Orçamentária Anual (LOA) que prevê investimento de R$ 300 milhões para 2023.

O Executivo estima que R$ 144.859.256,69 serão destinados para educação, saúde e assistência social na cidade no próximo ano.

De acordo a LOA, os recursos devem ser investidos em áreas como infraestrutura, saneamento, mobilidade urbana e segurança.

A previsão orçamentária de 2023, repete o que havia sido proposto para ser realizado esse ano como destacou a vereadora Jodiane de Jajai na sessão de terça-feira (29).

Segundo ela, administração prevê quase o dobro de recursos para 2023. Ela aponta que a maioria dos projetos estavam previstos para serem realizados em 2022.

Jodiane questiona os cinco vereadores que participaram da sessão se vão dar os 100% de suplementação para o prefeito Dailton Filho (PSB).

O orçamento este ano foi de pouco mais de R$ 176 milhões. O projeto passou pela primeira discussão na terça. Antes de ser votado, os vereadores podem fazer emendas que serão apreciadas na Câmara.

A expectativa do governo é que a LOA seja aprovada com 100 % de remanejamento para que o prefeito Dailton mudar os recursos de uma secretaria para outra sem pedir permissão aos vereadores.

Dailton conta com a maioria de parlamentares na Casa que tem número para aprovar o texto base sem modificações.

Cinco vereadores não participaram da última sessão, mas as faltas foram justificadas.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2500 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*