Varela rebate secretário: “Droga mata, quando não mata no vício, mata na bala”

Após o secretário da Segurança Pública da Bahia, Ricardo Mandarino, voltar a defender a regulamentação do comércio de drogas como estratégia para o combate ao tráfico de drogas, o apresentador Raimundo Varela, se mostrou contrário à opinião.

Para Varela, mesmo com o comércio legal de drogas, o uso ainda seria exacerbado e haveria uma concorrência entre farmácias, onde as substâncias seriam comercializadas, e os atuais traficantes, que continuariam vendendo.

“O secretário de Segurança Pública está dizendo que tem que legalizar as drogas. Os oficiais da PM estão todos revoltados com isso, agora, outro dia o governador fez uma campanha dizendo ‘droga mata’. eu queria que o secretário explicasse onde o viciado vai comprar droga, se é no bar, se é na farmácia ou se é na mão do traficante, porque, com essa medida, vai estabelecer uma concorrência, do legal contra o ilegal. A minha opinião é uma só: droga mata, quando não mata no vício, mata na bala, todo dia morre um na bala”, afirmou.

Do: VN

Publicidade

Sobre madresemmedia 1760 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*