Após demora em atendimento de Hospital de Madre de Deus, prefeitura realiza transferência de duas gestantes

Um vídeo que circula nas redes sociais gravado por um morador mostra duas gestantes chorando na recepção do Hospital de Madre de Deus na manhã deste sábado (9). As mães das jovens reclamaram da demora no atendimento e denunciaram que a unidade estava sem obstetra.

A prefeitura informou em nota divulgada a imprensa, que as gestantes foram transferidas de forma emergencial: “Uma delas foi transferida para o Hospital Municipal de São Francisco do Conde e a outra para o Hospital Ouro Negro, em Candeias”.

Ainda de acordo com o Executivo, o obstetra plantonista pediu demissão e destacou que a antiga gestão municipal não quitou os proventos de março de alguns colaboradores.

“Encontramos a Secretaria de Saúde com uma série de problemas. O caos estava instalado. Sendo uma das piores situações o atraso dos proventos de alguns colaboradores, como é o caso do referido obstetra. Mas esta situação dos pagamentos será solucionada logo na próxima segunda-feira”, afirma o secretário municipal de Saúde, Markus Santil.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*