Empresário muda discurso e confirma pré-candidatura a prefeito de Madre de Deus: “Nosso trabalho sempre será em função do comercio”

O ex-presidente da Associação de Comercio e Indústria de Madre de Deus (ACIM), o empresário Ivanilson Souza, conhecido como Sinho, mudou o discurso em que dizia que o seu “trabalho sempre” seria em “função do comercio” e confirmou sua pré-candidatura à prefeito de Madre de Deus na quarta-feira (2) nas redes sociais. Apesar das negativas, a candidatura de Sinho estava sendo ensaiada nos últimos dois anos, e não foi nenhuma surpresa para população ou agentes políticos.

Num vídeo de pouco mais de 9 minutos, ele destacou que pode “contribuir muito” com “novos projetos e com uma administração ousada”, mas não disse como. Sem uma plataforma ou verbete ideológica, o empresário lança seu nome na disputa e amplia o número de pré-candidatos na base governista para testar a viabilidade eleitoral.

Num discurso evasivo e cansativo, o empresário tentou emplacar na web sua pré-candidatura, com palavras sem convicção e uma fisionomia cansada, abusou de frases feitas e jargões que são usados na política há pelo menos 20 anos. A sua campanha embrionária, começou logo após assumir a ACIM, que na época, ele fazia questão de gritar aos quatro cantos da cidade que não seria tolerado política na associação.

Ele negou diversas vezes quando questionado sobre seus interesses políticos, demonstrando que havia feito o dever de casa. Com isso, conseguiu evitar o desgaste político prematuro, no entanto, não impulsionou seu projeto eleitoreiro. Circula em reserva, que Sinho queria se filiar ao PP, mas os secretários Luís Montal e Nita Brita, deixaram poucas possibilidades de costura para o empresário na legenda. Outra informação, foi que Sinho tentou colocar seu nome a disposição no Democrata, mas que teria sido rechaçado. As informações não foram confirmadas e partiram de lideranças do governo.

O namoro entre o empresário e a política, começou na campanha de 2016, na época, ofereceu apoio em condicional ao prefeito Jeferson Andrade (DEM). Com um jeito performático e teatral, ele chegou a carregar uma enorme marreta feita com tubo de PVC que simbolizava o jingle da campanha do gestor.

Durante a provação do código tributário na Câmara Municipal, ele ganhou visibilidade e passou a compartilhar diversas publicações e sugestões que poderiam ser implantadas na cidade, mas seguia negando qualquer interesse político.

O empresário disse durante entrevista na rádio comunitária da cidade ao ser questionado sobre suas pretensões políticas que “foi pego de surpresa” após seu nome ser colocado numa enquete como pré-candidato, em seguida, afirmou que ficou até “feliz”. Ele confirma que ganhou notoriedade como presidente da ACIM.

“Eu entendo que esse trabalho passou a ser visualizado e meu nome passou a ser visto assim depois que passei a ser presidente da associação”, garantiu.

Ouça o áudio:

Ele justificou que a intenção dele era fortalecer o comercio do município e tentou fugir da pergunta, mas o apresentador Isaias Lima insistiu e o interpelou novamente de forma mais incisiva e sem rodeios: “Resumo, no futuro você também colocará seu nome para concorrer a uma vaga?”. O empresário respondeu que “não”. No entanto, Isaias seguiu com a pergunta: “Fala sério Sinho aqui ninguém bobó. Você fala assim, mas no fundo do coração tem um desejo muito forte”. Logo depois, o empresário pondera e afirma que “não pode dizer que dessa água nunca beberei”.

Ouça o áudio:

Ele participou da manifestação contra falta de água no município e encabeçou o protesto contra os buracos num trecho da BA-523. Na ocasião, chegou a discutir com algumas pessoas e rechaçou bandeiras políticas no movimento. Com uma maior adesão de manifestantes ligados a oposição, ele declinou o convite de protestar em frente ao poder Legislativo durante a celebração que comemorava o aniversário da cidade.

O empresário também protagonizou um embate com o ex-presidente da Câmara, vereador Marden Lessa (PC do B) que começou na web e foi parar no Legislativo. Ele disse que havia apagado o comentário de Sinho para evitar inimizades, mas que o empresário deu print e colocou em seu perfil. Defensor ferrenho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Sinho teria feito um comentário político num post do edil. O parlamentar o chamou de “picareta” durante a sessão e antecipou os interesses políticos do empresário.

De acordo com Marden, o presidente da ACIM teria parado a cidade durante o aniversário de emancipação política para chantagear o poder público.

“Essa mesma associação que tem relação política partidária, não estou falando do pessoal. Eu quero que o senhor Sinho, diga ao público de Madre de Deus se a associação já teve algum cargo indicado na prefeitura, em espacial na secretária do SEDEC? Eu quero que o senhor Fale senhor Sinho”, questionou.

O parlamentar ainda ironiza: “Querem se aparecer, na feira dia de quinta de noite vende melancia dia de sexta também, pendure no pescoço e saí pela cidade”.

Durante seu discurso de pouco mais de 15 minutos, o vereador tentou justificar que não tinha problemas com os comerciantes apenas com o então presidente da ACIM.

Ouça o áudio:


Relembre: Após ser chamado de “picareta” empresário rebate vereador: “Insignificante”


— O empresário fez um vídeo para rebater as declarações do parlamentar.

“Pra mim hoje também você (Marden) passou a ser uma pessoa insignificante. Pra mim você não existe e me trate da mesma forma, faça de conta quando me vê que eu não existo”, disse e continua: “Vou te dizer o seguinte, você não vai me atingir em nada, pelo contrário, eu estou achando que você está querendo me promover porque quando você atacou os comerciantes, todos os comerciantes que votaram em Bolsonaro, que não foi só Sinho”.

Mesmo com esforços do empresário sua pré-candidatura não ganhou visibilidade que ele esperava já que sempre deixou claro que defendia apenas o seguimento de empresários.

Veja o Vídeo:

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*