Família pede ajuda para criança e mulher que sofreram queimaduras em confusão no carnaval de Madre de Deus

Uma mulher identificada como Mirian lima da Silva 52 anos, e a garotinha Isabela Nunes da Silva de apenas 5, sofreram queimaduras de segundo grau depois de um tacho contendo óleo quente ser derrubado durante um tumulto que provocou correria logo depois de uma confusão envolvendo foliões de um bloco de carnaval na última terça-feira (5), na Orla de Madre de Deus.

De acordo com relatos da tia de Isabeli, Josa Medeiros, a criança estava dentro do trailer com a mãe e a funcionaria Mirian, quando policiais procuravam os envolvidos na briga, houve disparos para dispersar a confusão, de repente, várias pessoas correram em direção ao trailer de lanche. Durante o tumulto acabaram derramando o tacho com óleo.

Relembre o caso: Duas pessoas ficam feridas na madrugada desta quarta em Carnaval de Madre de Deus

A criança e a funcionaria que estavam dentro do trailer se feriram com óleo quente. Ainda segundo a tia da garota, a mãe também se feriu, mas recebeu atendimento no Hospital Municipal.

A criança, com ferimentos graves, após ser socorrida para o hospital do município por um homem que estava próximo do local onde aconteceu a confusão, foi encaminhada para o Hospital Geral do Estado (HGE) e segue em tratamento. Já a funcionária do trailer, que teve as duas penas queimadas, também precisou ficar internada no (HGE) após receber alta no Hospital Municipal Doutor Eduardo Ribeiro.

Devido às condições, a família pede ajuda com transporte e doações de alimentos para manter os dois filhos menores de Mirian, as crianças pequenas, estão na casa da proprietária do trailer Josa Medeiros, que vem encontrando dificuldades.

“No momento precisamos de transporte para visitá-las (no Hospital). A srª. Mirian não tem família aqui, só 2 filhos menores, desempregada, vive de bicos. Eu e alguns vizinhos estamos revezando as visitas, mas, eu que tenho que pagar as passagens, e não trabalho. O que vendi no carnaval, comprei os remédios dela porque o hospital deu alta pra ela e trouxe pra minha casa, têm as despesas com os filhos dela, enfim tem sido muito difícil”, contou ao Madre sem Média.

Além disto, a família pede ajuda para auxiliar no tratamento. Quem quiser ajudar pode ligar para os números (71) 988727100 ou 992778375.

Veja o vídeo no momento que o tacho é derrubado:

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*