Após manifestação, governo faz serviço paliativo na BA-523

O grupo teve dificuldades para fechar a rodovia por causa dos policiais que impediam que o trânsito fosse interditado.

Publicidade

Foto - Trecho da BA-523

Manifestantes bloquearam o trânsito na BA-523 na manhã desta quarta-feira (13) por causa do acumulo de buracos na rodovia que liga de Madre de Deus, São Francisco do Conde e Candeias. Após inúmeras reclamações dos moradores, o governo fez um serviço paliativo na região. A intenção é reduzir o numero de buracos nas duas pistas até que a obra de requalificação seja iniciada.

A promessa

O secretário de Infraestrutura da Bahia, Márcio Cavalcante, disse durante entrevista a uma rádio da região que a previsão é que a obra comece no dia 30 de junho, e termine em cerca de quatro meses.

O protesto

Cerca de 30 manifestantes participaram do protesto na manhã desta quarta-feira em um trecho da BA-523. O grupo teve dificuldades para fechar a rodovia por causa dos policiais que impediam que o trânsito fosse interditado.

De acordo com um morador que prefere não ser identificado, um policial ameaçou que iria prender manifestantes que tentassem bloquear a pista. Contam ainda que o mesmo policial comandava as quatro viaturas. O grupo queimou pneus, e em seguida, fechou um trecho da pista ao fazer barreira humana para impedir a passagem do transporte coletivo.

Em pouco tempo, o congestionamento foi de cerca de um quilômetro. Segundo o grupo, o policial voltou a ameaçar prender os manifestantes com “truculência” e “despreparo”. Depois disso, o grupo ficou ao lado da rodovia, e o transito voltou a fluir lento, mas sem novos bloqueios.

Foto – Trecho da BA-523

“Siga o Madre sem Média, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Fale conosco.

4 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*