Manifestantes confirmam protesto e voltam a interditar BA-523 nesta quarta-feira: ‘Não aceitamos tapeação’

O empresário Ivanilson Souza, também confirmou que o protesto será mantido no dia (13/06).

Publicidade

O grupo resolveu manter o protesto no dia (13).

Manifestantes confirmam protesto e voltam a interditar a BA-523 nesta quarta-feira (13). O ato cobra a requalificação de um dos trechos da rodovia que liga Madre de Deus, São Francisco do Conde e Candeias, na região metropolitana de Salvador.

O grupo resolveu manter o protesto no dia do aniversario de emancipação politica de Madre de Deus, mesmo após a prefeitura realizar um serviço paliativo no trecho nesta segunda-feira.

Integrantes do movimento destacam nas redes sociais que o Governador Rui Costa (PT), já fez diversas promessas na região que não foram cumpridas e citam como exemplo, a adutora e própria rodovia que está em situação quase intransitável.

O grupo reforça ainda através da internet, que para o ato ser bem-sucedido, moradores da região têm que participar do protesto previsto para começar às 5h. Desde a última sexta-feira, imagens e vídeos sobre os buracos na rodovia se espalharam pela web, principalmente com críticas direcionadas ao Governo do Estado, e políticos da região. O secretário de Infraestrutura da Bahia, Márcio Cavalcante, disse durante entrevista a uma rádio da região que a previsão é que a obra comece no dia 30 de junho, e termine em cerca de quatro meses. O secretario disse ainda, que o governo tem crédito com população, apontando, que varias obras estão sendo realizadas por toda a Bahia.

A intenção do governo é enfraquecer o movimento para evitar desgaste que possam afetar Rui Costa. O empresário Ivanilson Souza, afirmou na segunda-feira, através de um vídeo feito na BA-523, durante o serviço paliativo realizado pela prefeitura de Madre de Deus, que a população “não aceita tapeação” e que nada garante que essa empresa vai terminar o serviço, apontando que essa seria a quarta licitação. Ele também confirmou que o protesto será mantido.

Não adianta PALEATIVO. Queremos garantias que a obra será executada. É manutenção constante do trecho até o início da obra pelo governo do estado. Esse PALEATIVO está sendo executado por empresas próximas ao local com apoio a prefeitura de Madre de Deus e São Francisco do Conde (informações que nos chegaram)

Posted by Ivanilson Beserra on Monday, June 11, 2018

“Siga o Madre sem Média, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Fale conosco.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*