Avó paterna e padrasto preso por estuprar e matar bebê de 8 meses diz que a mãe sabia: “Ela sabia de tudo”

A Polícia Civil pediu a prisão da mãe do bebê de oito meses, que morreu com sinais de violência física e sexual, na tarde de sábado (12), no Hospital Municipal de Madre de Deus. De acordo com a polícia, as investigações apontam que a mulher tinha conhecimento dos abusos contra Gael Gomes dos Santos.

O padrasto da vítima, identificado como Milton José dos Santos Júnior, de 22 anos, está preso e é acusado de cometer o crime. Segundo a polícia, Milton chamou o delegado para falar porque se sentiu chateado com a entrevista dada pela mãe, Gabriela Gomes Barreto, colocando a culpa do que teria acontecido nele.

Segundo a Polícia Civil, o padrasto da vítima disse que a mãe da criança, sabia do que estava acontecendo. A avó paterna do bebê, Cristina Costa, também afirmou que a mãe sabia das agressões: “A mãe que se diz mãe, né? A monstra igual o assassino, né? Sabia de tudo, sabia de tudo. Que o menino vivia espancado, ela levou o menino, meu filho viu o menino na quarta-feira, cheio de hematoma,” declarou.

“Eu venho clamar por justiça! Porque do jeito que ele foi torturado, violentado, espancado e morto. A polícia tem que tomar providência e investigar,” disse e completa: “Ela não era boa mãe, ela nunca foi mãe, eu disse ontem, eu discuti com ela. Eu peço, eu clamo por justiça, eu quero justiça, eu vou lutar até o fim,” afirmou dona Cristina.

“A verdade vai aparecer, a verdade tem que ser dita, ela sabia de tudo, ela sabia que ele tinha passado pela polícia, sabia do envolvimento dele com a criminalidade, sabia de tudo, ela sabia de tudo, ela sabia e eu quero justiça, eu clamo por justiça,”
desabafou.

Durante uma entrevista no balanço geral, na tarde desta terça-feira (15), Gabriela negou que teria conhecimento dos maus-tratos.

Milton José foi preso em flagrante por estupro mediante tortura e vai passar por audiência de custódia nesta terça-feira (15). O corpo da vítima tinha sinais de violência física e sexual, que teriam sido cometidas no distrito do Caipe na cidade de São Francisco do Conde.

Siga o Madre sem Média  no Insta, Facebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 98750 – 7370. Nos insira nos seus grupos!

Sobre madresemmedia 2507 Artigos
A MADRE SEM MÉDIA é um site de notícias da internet que oferece conteúdo online para todo o estado da Bahia, com foco para os municípios de Madre de Deus (sede). São Francisco do Conde, Candeias, São Sebastião do Passé, Santo Amaro, Simões Filho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*