Jailton rebate Sérgio e acusa rádio de adotar “conveniência política” em Madre de Deus

O vice-prefeito Jailton Polícia (PRB) rebateu as declarações do apresentador Sérgio Aguiar na rádio comunitária de Madre de Deus na manhã desta quinta-feira (31). Jailton ligou para emissora e pediu um espaço para falar sobre o rompimento com o prefeito Jeferson Andrade (DEM), após o assunto ser comentado na rádio. “O único veiculo de comunicação sonoro que nós temos na cidade é a Madre FM. Combinei com vocês um dia depois vocês cancelaram”, disse.

Depois o vice questiona: “A rádio não é comunitária? Eu já me coloquei a disposição de vocês! Eu já liguei pra Sérgio, já falei com vocês pessoalmente, agora eu quero que vocês abram o espaço pra mim também”. Após o vice-prefeito desligar, Sérgio Aguiar endureceu o discurso ao afirmar que quando se trata de coisas boas para comunidade ninguém procura a rádio. Segundo ele, a emissora é procurada em questões “pessoais” e de “politicagem”. De acordo com Sérgio, o pedido será analisando, mas a rádio não faz política.

Ao ser questionado pelo Madre Sem Média sobre as declarações do apresentador, o vice-prefeito disse que respeita a opinião dele, mas não entendi porque a rádio recuou na entrevista após ter conversado com ele. Ele afirmou ainda que a entrevista foi suspensa sob a justificativa de que a emissora tem contrato com a prefeitura.

“Entendo também que é uma rádio comunitária, mas quem administra é Sérgio. Mas todo mundo sabe que tem influencia do ex-vereador Jibson Coutinho na cidade. Então, eles não deixaram que eu falasse para comunidade. Mas eu vou respeitar a opinião dele! Ele fala de politicagem, mas quando ele tinha contrato quando eu era presidente da Câmara de Madre de Deus, no momento que eu queria falar com a comunidade ele sempre abriu espaço sem precisar dizer se era ‘politicagem’ ou não!”, disse.

O vice-prefeito afirmou ainda que se a rádio é comunitária deveria colocar a população para ouvir o pronunciamento dele. “Ele dizer que vai analisar, em uma rádio comunitária, mas quando ele tinha contrato com a Câmara Municipal de Madre de Deus para transmitir as sessões que eu autorizava os pagamentos da rádio, ele nunca me disse isso. Mas vou respeitar a opinião dele”.

Após lamentar o ocorrido, o vice questiona: “Quem sabe ele não precise abrir esse espaço um dia para a gente tá fazendo essa parceria com ele em outros momentos”.

Jailton completa afirmando que “entrega tudo nas mãos de Deus” e que respeita o diretor da emissora.
O vice-prefeito também rebateu a declaração de Sérgio sobre a rádio não fazer política.

“Eu vou pagar pra ver ainda. Porque há 15 dias, ele trouxe um político para poder falar após eu ter dado entrevista na Baiana FM. É uma rádio que é de família política! A rádio foi iniciada por Jibson Coutinho, aonde tem hoje uma pessoa política: Há ex-esposa Cláudia Copque. Pra mim, é uma rádio política que leva o nome de comunitária. E hoje ele (Sérgio) só administra, e disse que não tem nada a ver com Jibson e com ninguém, então porque ele não abriu espaço para deixar eu falar após ter confirmado comigo?”, questiona.

Jailton afirma ainda que não acredita que a rádio retorne o contato para convidá-lo para uma entrevista por questões políticas.

“Ele (Sérgio) não quer perder as conveniências políticas e financeiras que tem com à administração da cidade. Aonde todo mundo sabe que a rádio é comunitária, mas tem contrato com a prefeitura municipal de Madre de Deus”, disse.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*