Adolescente que estuprou criança de 10 anos monitorava vítima há dois meses

O suspeito que já tinha as informações da rotina da família e da vítima, sabia que Milena saía com a mãe por volta das 7h30 para ir à escola, retornava às 13h...

Foto de divulgação internet

Durante a coletiva de imprensa realizada no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta segunda-feira (21), a delegada titular da 4ª Delegacia de Camaçari, Maria Thereza, relatou que o adolescente, 17 anos, acusado de ter estuprado Milena Alves, 10 anos, monitorava a criança há dois meses.

Ainda de acordo com a delegada, a princípio o jovem afirmou que a intenção era furtar a casa, onde a menina morava, mas ao ver a criança decidiu estupra-la. No entanto, o suspeito entra em contradição ao declarar que já monitorava Milena há dois meses.

O rapaz, J. S. S., que entrou na residência por volta das 12h45 e a vítima por volta das 13h15, afirmou que se escondeu dentro do box do banheiro e quando a menina passou para o quarto ele adentrou no cômodo também. ‘’Ele teve acesso ao telhado da casa através de um imóvel abandonado e em seguida arrombou a janela da sala da casa, entrou e foi para o quarto’’, ressaltou a delegada Maria Thereza.

O suspeito que já tinha as informações da rotina da família e da vítima, sabia que Milena saía com a mãe por volta das 7h30 para ir à escola, retornava às 13h e saía novamente às 17h para buscar o irmão na creche, conforme informações de Maria Thereza, a delegada titular da 4ª Delegacia de Camaçari.

O jovem tinha desaparecido depois de cometer o crime, entretanto, foi localizado, após o levantamento cadavérico realizado pela polícia que obteve informações de que a casa abandonada – que deu acesso ao imóvel onde aconteceu o crime – na qual, quatro jovens usavam drogas. ‘’Com essa informação e a partir disso chegamos até ele’’, informou Maria Thereza, que complementou afirmando que o suspeito levou o celular da vítima, um sabonete e um perfume da casa.

A delegada, Maria Thereza, ressaltou que o adolescente, que completa 18 anos na próxima semana, pode pegar até três anos de internamento, a depender da ordem da Justiça.
Além disso, na coletiva, foi informado também que o adolescente tem histórico de tentativa de estupro, em Dias D’Ávila, contra a companheira do primo do rapaz. Entretanto, a polícia não tem detalhes sobre o caso.

CENA DO CRIME – Quando a mãe de Milena chegou, por volta das 17h30, encontrou a filha deitada na cama. Ela chegou a chamar pela criança, em seguida tocou nela e percebeu que o corpo da filha já estava frio.

BNews

“Siga o Madre sem Média, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Fale conosco.

Publicidade

12 Comentários

  1. a vontade que eu tenho e de matar essa desgraça, morder ele de dente, todinho, um infiliz desse tem que morrer essa, desgraça esse dai senhor nem jesuis salva, um pecado desse, Tem que morrer aos poucos pra ele ir sofrente e ir lembrando o que ele fez, Mas acha normal né, e tanto crimes cometidos ai ver que não dar nada ai vai e faz…

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*