Aprovado Projeto de Lei que altera a estrutura administrativa e cria 3 novas secretarias na prefeitura

A proposta de reforma administrativa da Prefeitura de Madre de Deus enviada pelo Executivo foi aprovada na terça-feira (20) pela Câmara de Vereadores.

O Projeto de Lei (PL) aponta a criação de três secretarias municipais e reduz 100 cargos comissionados do Município.

Segundo o documento, a reorganização tem o objetivo de atuar em problemas específicos da comunidade como o combate à pobreza e a geração de empregos, por meio de estruturas dedicadas.

A proposta destaca ainda a Secretaria Municipal de Turismo como ferramenta de desenvolvimento econômico e realinhamento da cidade à sua vocação primordial.

Ao todo, o município vai contar com 23 cargos de primeiro escalão. A lei também aumenta o número de assessoria especial que sobe para 8.

A função tem um vencimento mensal de quase R$ 7,5 mil vai custar ao governo R$ 59.930,96. De acordo com a PL, os 22 colaboradores do Gabinete do Prefeito Dailton Filho (PSB) que passa a ter uma estrutura financeira de pessoal maior que todas as secretárias com um total de gastos de R$ 126.854,22. O montante é superior aos gastos da folha de pessoal da Secretaria Municipal de Saúde que tem mais que o dobro de colaboradores e conta 49 funcionários.

O responsável pelo gabinete do prefeito é André Ferraro que assume simultaneamente o cargo de Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente. Ele é ex-secretário de governo da gestão da ex-prefeita Nita de Brito e é um velho conhecido da classe política. Apontando nos bastidores como “bom de papo e ruim de resolução” o secretário segue como uma das pessoas de confiança do prefeito Dailton.

Circula em reserva entre aliados, que ele teria ficado com o gabinete do vice-prefeito Amilton Pereira (SD) e criado um desgaste internado que foi minimizado após a possibilidade do vice de assumir uma secretária após a aprovação da reforma administrativa.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*