Marden aponta que foi dito que houve R$ 14 milhões de pedaladas fiscais na prefeitura: “Cadê esse documento?”

O vereador Marden Lessa (PSB) cobrou na sessão de terça-feira (23) celeridade na realização das auditorias de antigos contratos com a prefeitura de Madre de Deus. Segundo ele, foi dito que houve R$ 14 milhões de pedaladas fiscais na prefeitura: “Cadê esse documento? Para nós provarmos aqui!”

O vereador completa afirmando que se isso é ser oposição, ele vai continuar desejando ao prefeito Dailton Filho (PSB) boa sorte.

“Mas tome cuidado prefeito com esses que andam batendo no seu ombro, alisando e dizendo que tá tudo bom. Esses aí querem a sua derrota! Eu não sou homem de falar por trás, eu gosto de falar na frente. Tudo aquilo que eu disse aqui há duas semanas atrás, eu já tinha dito ao senhor em particular e vou reafirmar: o meu compromisso senhor prefeito é com os 23 mil habitantes dessa cidade”, disse.

Ele afirmou que faz parte do agrupamento político de Dailton e pondera destacando que tem a honra e o carinho de dizer que é o liderado pelo atual prefeito.

Marden ressaltou que existem pessoas que querem criar um rompimento na relação entre ele e Dailton. Ele diz que não está preocupado com isso.

“Sobrevivi e vou continuar sobrevivendo, já fui eleito na situação, já foi eleito na oposição. A vontade é primeira de Deus, depois do povo. Mas enquanto o nosso mandato for sendo tratado dessa forma, enquanto eu não tiver a informação, enquanto eu não tiver como debater com os colegas. Eu vou tá cobrando junto com os colegas também”, afirma.

O parlamentar disse que na primeira sessão todos gostaram quando ele defendeu o governo após uma cobrança do vereador André da Limpeza (PSD).

Marden lembrou que na outra sessão que André e o vereador Adailton do Suape cobraram e ele fez o mesmo, foi tratado como se fosse oposição e ficaram chateados.

“E vocês se chatearam quando deixaram a gente vinte poucos dias sem ter contato conosco?”, questiona.

Ele completa ressaltando que antes dos aliados apontarem alguma coisa, procurem saber o outro lado.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*