Marden afirma que quer que o “satanás” leve para o inferno quem esteve com Jeferson nos últimos 60 dias

O vereador Marden Lessa (PSB) disse na sessão da Câmara de Madre de Deus na tarde de terça-feira (30) que querem colocá-lo como “divisor de águas” no processo eleitoral da cidade.
“Ah! Jailton não sobe no palanque de Dailton Filho se Marden e Juscelino tiver. A gente fica em baixo Jailton”, disse.

Marden relata que querem matar a sua candidatura de vereador e sugere que retira o nome da disputa e diz para Jailton cumprir com a palavra que deu a Dailton Filho (PSB).

“Você vá e cumpra sua palavra que eu não sei o que foi que você disse a Dailton, nem Dailton disse a você. Que eu não tava junto”, disse. O vereador afirma que está  sofrendo ataques difamatórios.

“Respeite ao menos o meu mandato! Se acha que eu sou o drogado, traficante, como vocês fizeram várias vezes”, completa.

Em outro momento, ele disse  em  reunião  o prefeito afastado Jeferson Andrade, afirmou que entre Jailton e Dailton, ele vai com Jailton: “Foi palavra de Jeferson.”

De acordo com Marden, a última “pérola” foi que ele se reunirão com Jeferson em Salvador.

“Eu tenho três filhos, eu quero que o satanás carregue meus filhos pro o inferno que há 60 dias pra cá, quem teve com Jeferson leve pro fogo do inferno então”, dispara.

O vereador chegou a questionar as articulações de bastidores entre o gestor e políticos.

“Querem me satanizar para dizer que Jailton não se articulou pra ser candidato a reeleição? Assuma rapaz!”, disse o parlamentar.

O parlamentar disse que a prefeitura contratou um instituto de Alagoinhas que o presidente é Victor Boris que foi candidato a deputado federal como aliado de Nilton Bastos.
“É esse cara que é o dono do instituto que tá devendo há 60 dias o pessoal da barreira sanitária”, afirma.

Ouça aqui um trecho do áudio:

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*