Colônia Z-48 vai processar empresa por “aterramento e destruição do mangue” do Genvelho e pedir indenização

Foto Facebook Ivanilson Bezerra.

A Colônia de Pescadores e Marisqueiras de Madre de Deus Z-48 pretende entrar na justiça contra a empresa Patrimonial Ilha dos Frades, responsável pela obra no Genvelho no município. Segundo a Z-48, em razão do “aterramento e da destruição do mangue” na região.

A colônia está convocando os pescadores e marisqueiras associados para participar do processo judicial que vai pedir uma indenização por prejuízos causados pela empresa. O advogado Whatson Santos, que vai representar a Colônia Z-48, informou ao Madre Sem Média que o processo de dano ambiental envolve em sua contrapartida um plano de restauração da área degradada. Ele destacou que não houve uma audiência pública com a população para avaliar o impacto na área do Genvelho.

Ele disse ainda que pretende embargar a obra.

“haja vista que a ação a ser interposta, além de indenizatória, pretende proteger direitos difusos relacionados à proteção do meio ambiente”, afirmou.

O vereador Juscelino Silva declarou na Câmara Municipal que está sendo processado pela empresa responsável pela obra no Genvelho. Segundo ele, porque fez um vídeo denunciado os impactos ambientas causados pela empresa.

Recentemente, o empresário Ivanilson Souza registrou imagens do Genvelho e denunciou a situação na web. Na publicação, ele apontou que “Vimos aí pelas fotos, que centenas ou talvez milhares (de árvores) foram cortadas”.

O radialista André Spínola também fez um vídeo no local em que denunciou a obra no Facebook.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*