Líder do tráfico de drogas de Vila Moisés é preso após balear quatro pessoas no Circuito Osmar

O criminoso escondeu um revólver no isopor de sua mãe que trabalhava vendendo cerveja naquele trajeto da festa.

Foto: Divulgação SSP

Quatro pessoas foram baleadas na noite deste domingo (3), no carnaval de Salvador. “Foi muita correria. Muita gente caindo e passando mal”, contou um dos foliões que presenciou os disparos de arma de fogo no circuito Osmar (Campo Grande), em um áudio que circula pelas redes sociais.

De acordo com a Secretária de Segurança Pública (SSP-BA), Fábio Maciel da Silva, o ‘Fabinho’ da Candelária”, 23 anos, autor dos disparos, escondeu um revólver no isopor de sua mãe que trabalhava vendendo cerveja na festa.

Ainda de acordo com a SSP, durante um desentendimento, ele atingiu três pessoas nas pernas e uma de raspão no ombro. Logo em seguida, uma patrulha que passava pelo local efetuou a captura. As vítimas foram socorridas e não correm risco de morte.

Segundo o órgão, Fabinho chefia uma quadrilha na comunidade da Vila Moisés, na Estrada das Barreiras, no bairro do Cabula. Após ser preso por uma guarnição da Polícia Militar, ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes montada no circuito Osmar e autuado por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

Fábio Maciel da Silva, o ‘Fabinho da Candelária”, 23 anos, chefia uma quadrilha de traficantes.

“Vamos reforçar a fiscalização de ambulantes e também em prédios abandonados. Com os Portais de Abordagem conseguimos evitar a entrada de armas na festa, porém tivemos ocorrências envolvendo moradores e pessoas que dormem no local por conta de outras atividades. Será mais um desafio que enfrentaremos”, declarou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*