Vereadores pedem CPI e exoneração de gerente de limpeza urbana em Madre de Deus

Os vereadores de oposição solicitaram a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a empresa J. G. Tecnologia Informática Ltda que presta serviço em Madre de Deus. O requerimento foi lido pelo vereador Kikito Tourinho (PPS) e protocolado no dia 11 de fevereiro. Além de Kikito, os vereadores Val Peças (PSL), Juscelino Silva (PPS) Jodiane Alves (PRB) assinaram o pedido de abertura de CPI.

Após a leitura, Kikito disse que na Câmara Municipal tem “homens e mulheres de coragem”. Outro momento que marcou a sessão foi quando o vereador Marden Lessa (PC do B) pediu a exoneração de Luciano Gomes, responsável pela empresa de limpeza urbana no município. Segundo Marden, Gomes “pisa e massacra” a população da cidade. O comunista voltou a pedir apoio dos vereadores para assinar um requerimento para afastar o funcionário.

“Ignorante, muito mal educado com o povo de nossa terra, humilha as pessoas e continua nesse serviço”, diz.

O presidente da Câmara Municipal, Paulinho de Nalva (PRB) disse que quer ser o primeiro vereador a assinar o pedido de exoneração de Luciano Gomes.

“Se tem 130 funcionários todos os 130 funcionários falam mal dele. Então, quem não presta é Luciano não é o funcionário ”, afirma.

O Vereador Val Peças disse que desde que assumiu o mandato, todos criticam Luciano, mesmo assim, ele permanece no cargo.

“Esse cidadão (Luciano) chegou um dia a mandar um jovem vender droga e continua hoje na MM”, reclama.

Procurado pelo Madre Sem Média Luciano Gomes informou que prefere não comentar as declarações dos vereadores e que “entrega nas mãos de Deus”.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*