Após aumento da Petrobras, preço do gás de cozinha é mantido por distribuidoras em Madre de Deus

O preço do gás de cozinha será reajustado pela Petrobras a partir desta terça-feira, (5). Em nota, a Petrobras informou que a alta será de R$ 0,26, ou 1,0% em relação aos preços vigentes desde o último reajuste, em novembro de 2018. A desvalorização do real frente ao dólar foi o principal fator para a alta.

O produto tem reajustes trimestrais. Esse valor, entretanto, não é o que chegará ao consumidor final, porque o produto precisa passar pelas distribuidoras e depois pelas revendedoras.

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o reajuste vai variar entre 0,5% e 1,4%.

Em Madre de Deus, donos de depósitos do gás de cozinha optaram por manter os valores antigos para não perder os clientes.

Atualmente, o preço do botijão de gás residencial na cidade, custa em média, entre R$ 65 e R$ 70. A reportagem do Madre sem Média pesquisou nesta terça-feira, o valor do produto em 5 distribuidoras, três disseram não ter alterado o preço e que não há pretensão de repassar o reajuste.

Embora a maioria dos revendedores ouvidos tenha decidido não repassar o aumento, há ponto de venda em que o botijão deve ficar até R$ 3 mais caro. Em outro, o preço subiu apenas R$ 2.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*