Após feriado prolongado, moradores reclamam de lixo na praia do Bonfim em Madre de Deus

A beleza e as atrações do Madre Music no município de Madre de Deus, durante o verão, atrai um grande número de turistas a região. O que muitos moradores lamentam, porém, é que essas belezas naturais não recebem o tratamento adequado para que possam se manter limpas e convidativas.

Após o último feriado prolongado, uma enorme quantidade de lixo foi jogada na areia da praias da cidade. Uma das situações mais graves foi flagrada na Praia do Bomfim. As fotos foram feitas no final da tarde de terça-feira (25) por um morador revoltado com a situação.

“Os visitantes e quem participa da praia (de Madre de Deus) não cuida da limpeza! Olha o absurdo”, advertiu o morador Jeferson Santos.

“As barracas além de não fazerem a coleta de lixo corretamente, deixam jogados na areia da praia. Sem contar na quantidade de carros que tomam conta do passeio nos finais de semana, fazendo com que os pedestres tenham que andar pelo meio da rua”, afirmou outro morador que não quis se identificar.

A frequentadora da Praia do Bonfim, Camila de Oliveira, reclamou que a situação incomoda moradores e turistas. Apesar de não residir na cidade, ela explica que é frequentadora assídua das praias do município.

“Acho lamentável que as pessoas venham para a praia e deixem esse lixo todo, sabendo que são materiais que vão poluir o mar por anos. Se divertir é ótimo! Mas no final não custa nada carregar os seus resíduos para um lugar adequado”, disse. “Depois as pessoas cobram do Poder Público e é claro que tem que haver limpeza na praia, mas acho que não custa nada, cada um fazer sua parte”, completa.

“As pessoas jogam tudo na areia, deixando a praia feia, já que Madre de Deus é uma cidade turística que recebe milhares de turistas nessa época. Fico abismada com a quantidade de lixo que presenciei na praia. Falo exclusivamente da praia do Bomfim, que foi onde fotografei. Gostaria de passar uma ideia de como fazer uma educação ambiental com a população para o verão de 2019”, disse a moradora Ludmila.

A moradora sugeriu que moradores e turistas “levem um saco de supermercado todas às vezes que for à praia para jogar latas, canudos, copos usados e outros tipos de lixo orgânico”.

De acordo com o responsável pela empresa de limpeza urbana do município, Luciano Gomes, cerca de 10 pessoas trabalham todos os dias recolhendo o lixo nas praias da cidade, segundo ele, dependendo da demanda o número de funcionários pode aumentar. Ele informa ainda, que a limpeza começa a partir das 6h da manhã, e segue a disposição até 10h.

“O pessoal não tem consciência porque aqueles barraqueiros eram para zelar daquele local melhor do que fazem na casa deles. Porque ali é onde eles ganham o pão deles, deveriam orientar o pessoal onde jogar o lixo”, disse.

O secretário de serviços públicos, Jacson Andrade, disse que sujeira na praia é uma questão de consciência de quem visita e dos barraqueiros que não orientam. O secretario esclarece que não tem condição de deixar funcionários à disposição na praia em período integral porque existem outras demandas no município.

Ele informou ainda que existe um problema em uma caixa de esgoto na Rua Guadalajara, no Centro da cidade, e que a embasa já foi notificada para resolver a situação.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*