Wagner já é considerado ‘carta fora do baralho’ na disputa presidencial

Segundo o jornal Estado de S. Paulo, não há acordo no partido sobre o que fazer e a desorientação é geral

Foto: Antônio Cruz/Abr.

Depois da operação Cartão Vermelho, o ex-governador da Bahia e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico (SDE), Jaques Wagner (PT), passou a ser considerado “carta fora do baralho” para alguns petistas, segundo o jornal Estado de S. Paulo.

Diante de um revés atrás do outro, a cúpula do PT ainda não sabe o caminho a seguir. De acordo com a publicação, não há acordo no partido sobre o que fazer e a desorientação é geral.

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, não tem apoio da cúpula para ser o “herdeiro” de Lula, mas a sigla pode ser obrigada a bancar a candidatura dele ou a apoiar um nome de fora, mesmo a contragosto.

De acordo com o diário paulista, o ex-governador baiano já resistia à ideia de substituir Lula na chapa. O seu plano sempre foi o de concorrer ao Senado. Nos bastidores, Wagner chegou a dizer que não poderia perder de jeito nenhum essa eleição. Teme ficar sem cargo e sem foro privilegiado.

Do: Bahia.BA

Siga o Madre sem Média, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Fale conosco: 71 9 8750 7370“.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*