Procurador pede exclusão e rebaixamento do Vitória no Baianão

No entendimento do promotor do TJD-BA, a expulsão de Bruno Bispo, que determinou a saída de campo e a consequente derrota por W.O, foi de forma deliberada

Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória

O procurador do Tribunal de Justiça do Futebol da Bahia (TJD-BA), Hermes Hilarião, pediu pela desclassificação e o rebaixamento do Vitória no Campeonato Baiano de 2018 após os acontecimentos do Ba-Vi do último domingo (18). No entendimento do promotor, a expulsão de Bruno Bispo, que determinou a saída de campo e a consequente derrota por W.O, foi de forma deliberada.

Em entrevista à Rádio Transámerica, o procurador afirmou que a postura do Vitória prejudicou outros clubes, por se tratar de um campeonato de pontos corridos, e contrariou a ética desportiva, o que justificaria a exclusão.

“O clube que der causa ao encerramento da partida e isso ensejar um prejuízo desportivo a terceiros enseja à desclassificação do campeonato. Na nossa avaliação, houve um prejuízo direto ao Fluminense de Feira e ao Jequié, por isso pedimos a desclassificação. Já o rebaixamento é no regulamento da Fifa por conta da ingerência no resultado da partida, o que na nossa avaliação contrariou a ética desportiva”, disse.

Outros 14 processos serão analisados individualmente: os jogadores Kanu, Denílson, Rhayner, Yago, Fernando Miguel, Bruno Bispo, Ramon e André Lima, além do técnico Vagner Mancini, do supervisor de futebol Mário Silva, pelo lado do Vitória, e Vinícius, Edson, Rodrigo Becão e Lucas Fonseca, do lado tricolor.

O julgamento está previsto para a próxima terça-feira, às 18h.

Do:Bahia.BA

“Siga o Madre sem Média, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Fale conosco: 71 9 8750 7370“.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*