80% das mortes violentas em Simões Filho é causada pelo tráfico, diz SSP; Veja nota na integra

A SSP destaca que já iniciou o processo de identificação dos responsáveis

Os recentes números da violência em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador (RMS), têm assustado a população. A cidade registrou 12 homicídios desde a última sexta (9/2) até a última quinta-feira (15/2). Só em 48 horas compreendidos entre 21h de terça (13/2) e 21h de quinta (15/2) foram 10 crimes violentos, sendo oito assassinatos e duas tentativas de homicídios.

Diante desses casos de violência no município, o Simões Filho Online publicou nesta sexta-feira (16/2), uma matéria questionando: Governador Rui Costa, onde Simões Filho vai parar com tanta violência?

Após a publicação da reportagem, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) afirmou, por meio de nota enviada ao SIMÕES FILHO ONLINE, que “o trabalho integrado entre as unidades das polícias Militar e Civil, no município de Simões Filho, é realizado com foco no combate ao tráfico de drogas, causa principal de aproximadamente 80% das mortes violentas também no município”, diz a nota.

Ainda na nota, a SSP esclarece que “de 1 de janeiro a 15 de fevereiro deste ano, 12 ocorrências de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) foram registradas, número 50% menor do que no mesmo período de 2017, quando aconteceram 24”.

A pasta informa ainda que “o trabalho das forças de segurança resultou na captura de 22 criminosos, apreensão de 18 armas e recuperação de 15 veículos roubados e furtados”.

A secretaria destacou, também, que “sobre as últimas ocorrências registradas, informa que as unidades policiais responsáveis pela área já iniciaram o processo de identificação dos responsáveis, que logo devem ser apresentados à sociedade”, conclui a nota.

Do: Simões Filho Online

 “Siga o Madre sem Média, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Fale conosco: 71 9 8750 7370“.

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*