Moradores protestam em frente a Embasa contra falta d’água em Madre de Deus

Grupo agendou reuniu com gerente regional da concessionária

O grupo agendou uma reunião com o gerente regional da Embasa após o recesso de carnaval.

Um grupo de moradores se reuniu em frente à sede da Embasa em Madre de Deus, na região metropolitana de Salvador, na manhã desta sexta-feira (9). Segurando panelas e fazendo barulho com apitos e com um carro de som, eles bloquearam a passagem de carro em um trecho da Rua Francisco Leitão, e gritaram palavras de ordem e pediram o fim da escassez de água no  município, que costuma faltar com frequência no verão.    

O protesto foi por conta da falta de água na cidade no período do verão. Do ponto inicial, os manifestantes seguiram para Praça Pedro Gomes, com uma parada em frente à prefeitura, eles finalizaram o protesto. Por volta das 11h20, o grupo retornou a Embasa. Lideranças do movimento conseguiram acesso à sede da empresa, onde foram recebidos por um gerente provisório.

Ele informou ao grupo que nos últimos dois meses ocorreram oito rompimentos na rede de tubulação, e que acontecem de 15 a 18 vazamentos nos canos durante o mês. Segundo ele, a adutora que abastece a região, tem cerca de 40 anos, e a concessionária recebe 300 novas solicitações de registro por ano. A empresa também se comprometeu em regularizar o fornecimento nos próximos dias para normalizar o abastecimento nas residências.         

O grupo agendou uma reunião com o gerente regional da Embasa após o recesso de carnaval. A concessionária ficou de enviar uma nota oficial para comunidade no caso de rompimentos da rede.

Veja o vídeo:

Galeria de fotos

“Siga o Madre sem Média, curta nossa fanpage no Facebook, e fique atualizado com as principais notícias. Quer anunciar sua empresa? Fale conosco: 71 9 8750 7370“. 

Publicidade

6 Comentário

  1. GOSTEI MUITO DESSA ATITUDE,SÓ ACHO QUE FALTOU MUITA GENTE IR PARA AS RUAS PARA REVINDICAR A FALTA DE ÁGUA. AS PESSOAS DEIXAM A DESEJAR NESSA HORA,PQ SÓ FALAR PELOS CANTOS É FÁCIL,TEMOS MESMO É QUE IR PRAS RUAS E REVINDICAR O QUE É NOSSO DE DIREITO “ÁGUA” QUE PAGAMOS POR ELA.NÃO SOU NATIVA DE MADRE DE DEUS,MAIS TODO ANO VERANEIO NESSA CIDADE QUE AMO DE MAIS E TAMBÉM SOFRO COM ESSA FALTA DE ÁGUA NA CIDADE. SE EU ESTIVESSE AI NA CIDADE ESTAVA FAZENDO PARTE DESSE PROTESTO TAMBÉM.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*