Coloração amarelada de nuvem chama atenção de moradores no fim de tarde na região do Sisal

Fotos enviadas por internautas

O fim de tarde desta quinta-feira (19) em alguns municípios da região Sisaleira da Bahia, como Conceição do Coité, Serrinha e Biritinga. Proporcionou um espetáculo de rara beleza – o reflexo da luz solar com relâmpagos em uma nuvem – despertou a atenção de moradores que filmaram o espetáculo.

Apesar da beleza deslumbrante, perfeita para encher o Faceboock, Whatsapp e Instagram de imagens inesquecíveis, o fenômeno tem nome e é conhecido como cumulonimbus. Os especialistas explicam que por causa da ação dos ventos, elas ganham massa, volume, e produzem muita chuva, principalmente durante os meses mais quentes do ano.

A “bigorna” (anvil em inglês) é uma formação na parte mais alta da nuvem que consiste numa camada plana. Essa camada geralmente situa-se a 10 mil metros de altitude1, mas em casos extremos pode atingir 23 mil metros em relação ao solo. Em nuvens desenvolvidas essa “bigorna” forma um domo criados por ventos da alta atmosfera.

Os cumulonimbus estão diretamente associados a alguns dos fenômenos climáticos mais severos que causam danos graves nas cidades e no campo. O mais comum são as enchentes, visto que a precipitação ocorre em um curto espaço de tempo, mas com um grande volume. Nuvens maiores causam tempestades mais severas, pois além da grande precipitação, ocorrem ventos fortes e descargas elétricas.

Apesar da estranheza, muita gente compartilhou fotos do fenômeno nas redes sociais.
Confira:

Santa Bárbara

Publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*